Usamos cookies para melhorar sua navegação. Saiba mais em nosso Portal de Privacidade. Ao clicar em "Aceitar cookies", você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Mas, se preferir, escolha rejeitar.

Gerenciar cookies Aceitar cookies

Gestão e Negócios

Guia completo da Inteligência de Negócio

Obtenha insights valiosos sobre o mercado, concorrentes e clientes, permitindo a tomada de decisões embasadas e a formulação de estratégias eficientes

Simulação de dados se organizando conforme suas cores.
A inteligência de mercado envolve a transformação de dados brutos em conhecimento. Crédito: Getty Images

A inteligência de negócio é um tema necessário para qualquer empresa que queira atingir o sucesso. Claro que é necessário uma junção de fatores para uma melhoria de resultados acontecer, no entanto existem pautas essenciais, e neste conteúdo, vamos contar um pouco mais sobre uma delas.

Um conceito que utiliza da tecnologia para coletar e manipular dados, com o objetivo de facilitar e agilizar as tomadas de decisões de empresas, visando melhorar cada vez mais os resultados. Venha descobrir mais sobre a inteligência de negócio e como usá-la da melhor forma.

O que é Inteligência de Negócio

Inteligência de negócios, ou business intelligence (BI), se dá por uma série de processos, que tem como finalidade coletar e analisar dados gerando insights para que se tome decisões mais ágeis e assertivas referentes ao negócio.

O conceito surgiu como uma solução para qualquer segmento de negócio para ter acesso a dados reais e automatizados da empresa. Com a inteligência de negócio se torna possível desenvolver estratégias mais competitivas no mercado, colocando sua empresa no caminho certo.

A inteligência artificial utiliza um software para transformar os dados em informações estratégicas que contribuem com as tomadas de decisões. Ou seja, é fundamental para qualquer tipo de organização, seja da indústria, comércio, entre outros.

Vamos imaginar que você precise tomar uma decisão que pode afetar as finanças da empresa. A inteligência de negócio permite acessar um relatório virtual para saber o que deve ser feito rapidamente. Isso acontece pelo fato de você conseguir enxergar todo o panorama do seu negócio, fazendo com que economize tempo nas decisões.

Principais benefícios da inteligência de negócio

A inteligência de negócio ajuda gestores a tomarem as decisões corretas que agregam tanto nos processos internos, quanto externos. Algumas vantagens dessa prática são a agilidade nas decisões e uso consciente de recursos.

No entanto, existem diversos outros benefícios da inteligência de negócio:

  • Melhora a tomada de decisão;

  • Coleta dados valiosos sobre o público alvo;

  • Ajuda a melhorar a experiência de clientes;

  • Desenvolve análises em tempo real;

  • Faz com que os gestores conheçam ainda mais o próprio negócio;

  • Evita erros que poderia acontecer com frequência;

  • Facilita o acesso aos dados;

  • Oferece soluções mais assertivas ao negócio;

  • Ajuda a aumentar vendas e lucros. 

  • Identifica tendências do negócio;

  • Otimiza a eficiência operacional.

Tudo o que o seu negócio precisa

Maquininha de cartão, conta digital, cartão de débito e crédito para CNPJ ou MEI

Quero ser SafraPay

Diferença entre BI e Big Data

Sempre que falamos sobre inteligência de negócio é necessário abordar também o conceito de Big Data. Mesmo cada uma tendo um conceito próprio, elas se complementam, e por isso, é importante falarmos sobre a diferença entre elas.

Big Data: Se trata da área que analisa e concede informação a partir de um grande acúmulo de dados. Essa grande quantidade de informação é analisada por profissionais de data science.

Esses dados podem vir de diferentes tipos de fontes, como por exemplo: mídias sociais, blogs, CRM, imagens, aplicativos, relatórios financeiros, entre outros. Se formos analisar cada referência de forma isolada, não será possível extrair uma conclusão profunda, porém se forem correlacionadas, teremos insights extremamente valiosos para o negócio.

Inteligência de negócio (BI): Podemos relacioná-lo com Big Data para a diferença ficar ainda mais clara. Pode-se dizer que o Business Intelligence se refere ao passo seguinte do Big Data.

É justamente o BI que pegará os dados coletados pelo Big Data para transformá-los em decisões importantes para o negócio. A inteligência de negócio funciona como um filtro das informações coletadas, ou seja, faz o refino para os profissionais responsáveis.

Dessa forma, a utilização desses dois conceitos é essencial para qualquer empresa.

Qual a melhor forma de implementar o BI em seu negócio?

Agora que já sabemos do que se trata o BI, seus principais benefícios e a diferença entre inteligência de negócio e Big Data, o próximo passo é saber como implementá-lo em seu negócio:

Ofereça bons dados

A inteligência de negócio gira em torno de dados, portanto é essencial que para implementá-la a sua empresa conte com dados de qualidade. O ambiente que armazena os dados da empresa é fundamental. Ou seja, a escolha do software será muito importante nesse processo.

Defina bem os KPIs que serão trabalhados

Selecionar os objetivos do BI no seu negócio é importante para implementá-lo e também para acompanhar os resultados. Sem objetivos claros e definidos, não é possível desenvolver uma boa análise de dados, ou seja, o método não será eficiente.

Acompanhe sempre o mercado

Não tirar o olho da concorrência é um ponto essencial. Ao comparar o seu negócio com as tendências do mercado e com sua principal concorrência é preciso para criar diferenciais para serem aplicadas no negócio.

Use os insights para bater suas metas

O objetivo da inteligência de negócio é gerar dados para fazer a diferença nos resultados das empresas. Porém, para isso acontecer é necessário aplicar os insights gerados no processo.

Como definir os KPIs principais

Os indicadores são indispensáveis, pois é por meio deles que será possível saber se as metas estabelecidas foram batidas ou não. Para definir os KPIs do negócio pense nos objetivos que precisam ser alcançados pelos gestores e colaboradores da empresa.

Existem algumas categorias de KPIs, são elas:

  • KPIs de capacidade: ou seja, quanto é possível produzir em relação ao tempo existente;

  • KPIs de produtividade: indicador que aponta a eficiência da produtividade;

  • KPIs de qualidade: avalia a entrega do que está sendo produtivo, ou seja, se há qualidade ou não;

  • KPIs de estratégia: vai indicar se os objetivos definidos estão sendo atingidos.

É importante sempre saber diferenciar KPI de métrica, pois em muitos casos as definições se misturam. Sendo assim, podemos definir da seguinte forma:

  • Métrica: as métricas são dados brutos, é o que permite gerir uma estratégia.

  • KPIs: todo KPI parte de uma métrica. É o que vai medir o impacto de uma determinada ação.

Podemos concluir que gerir um negócio com responsabilidade e assertividade não é fácil. Justamente por isso, encontramos no mercado métodos de tornar essa ação bem mais possível. Um deles é a inteligência de negócio.

Dados são a alma de todo e qualquer negócio. Por meio deles é possível conhecer ainda mais o negócio e também os próprios clientes. Com isso, a empresa pode fazer com que os processos sejam feitos com ainda mais excelência.

Com a inteligência de negócio é possível fazer uma gestão mais ágil e simples e ainda acompanhar o desempenho por meio de relatórios objetivos. Procure aderir esse método para tornar seus dados ainda mais valiosos e tornar o seu negócio mais maduro.