Usamos cookies para melhorar sua navegação. Saiba mais em nosso Portal de Privacidade. Ao clicar em "Aceitar cookies", você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Mas, se preferir, escolha rejeitar.

Gerenciar cookies Aceitar cookies

Gestão e Negócios

Planejamento estratégico: saia do operacional na sua empresa

Sair do operacional e migrar para a gestão estratégica é um desafio comum enfrentado pelas empresas que desejam expandir, inovar e permanecer competitivas no mercado.

Imagem de uma mulher fazendo anotações em uma lousa.
Compreenda a diferença entre operacional e estratégico Crédito: Getty Images

Em um mercado tão concorrido e exigente, é inviável ser apenas um fazedor e deixar de lado a estratégia. Para uma empresa trilhar o caminho do sucesso é fundamental que ela trace um plano de ação para conquistar as suas metas. Para isso, é possível desenvolver um planejamento estratégico.

São alguns passos a serem seguidos, mas que poupam problemas a longo prazo e aumentam as chances de tomada de decisões assertivas.

O que é planejamento estratégico?

Antes de partir para o passo a passo do desenvolvimento de um planejamento estratégico, é importante entender o seu significado. Ele nada mais é que um conjunto de práticas usadas para implementar e analisar os resultados das decisões de uma marca. Portanto, com o planejamento estratégico é possível monitorar e obter um diagnóstico da performance da empresa.

Para isso, é necessário analisar uma série de parâmetros sobre o negócio, como oportunidades, ameaças e os resultados. Vale ressaltar que esse planejamento é completamente mutável, uma vez que a situação da companhia muda de tempos em tempos, a estratégia deve acompanhar e refletir essas transformações para aproximar-se da realidade e ser mais assertiva.

Qual a importância do planejamento estratégico em um negócio?

Ao planejar-se todos os integrantes da empresa se organizam com o objetivo de alcançar as metas estipuladas. Por isso, conforme os propósitos da empresa mudam, a estratégia também pode ser alterada e compartilhada com a equipe.

Entre as vantagens de desenvolver um planejamento estratégico estão:

  • Maior conhecimento dos pontos fracos e fortes da empresa, o que ajuda a estipular planos mais assertivos e eficientes para alcançar resultados.

  • Com estratégias estipuladas é possível identificar em que pontos a equipe deve se dedicar mais, economizando tempo e dinheiro, uma vez que não há perda de energia com atividades desnecessárias.

  • Com o time ciente das metas da empresa e da estratégia para alcançá-la, é mais fácil conquistar os objetivos.

Tudo o que o seu negócio precisa

Maquininha de cartão, conta digital, cartão de débito e crédito para CNPJ ou MEI

Quero ser SafraPay

Como fazer um planejamento estratégico?

Agora que você já sabe o que é o planejamento estratégico e a sua importância, é hora de descobrir como fazê-lo. Então, vamos ao passo a passo!

Estipule uma meta

De nada adianta traçar estratégias, se você ainda não identificou o que quer alcançar com elas. Então, o primeiro passo é determinar o seu objetivo.

É possível dizer que um dos pontos mais importantes do seu planejamento estratégico é o trio: missão, visão e valores (MVV). Esse conjunto determina as ações da empresa, diante do propósito e identidade dela.

Então, identifique seu objetivo levando em consideração os seguintes componentes:

  • Missão: motivo pelo qual a empresa existe;

  • Visão: qual patamar a empresa quer alcançar;

  • Valores: a cultura e propósito da companhia.  

Avalie o mercado

Além de olhar para dentro, é fundamental examinar o que está acontecendo fora da sua marca, ou seja, analisar o mercado e os concorrentes. Uma das formas de fazer isso é por meio da ferramenta de análise SWOT, muito usada por profissionais de marketing.

Com ela, é possível avaliar de forma simples o mercado externo e interno em que a sua empresa está inserida. Atualmente, existem plataformas que disponibilizam o layout dessa ferramenta para facilitar a execução.

A matriz BCG também pode ser uma aliada na hora de avaliar o mercado. O ideal é usá-la para analisar quais os produtos ou serviços com potencial de crescimento na marca. Assim, a equipe entende melhor em que vale mais a pena apostar e investir dinheiro.

Desenvolva um plano de ação

Uma vez feita a análise SWOT, a empresa conseguirá estipular as metas e analisar os melhores caminhos para alcançá-las. Então, é hora de montar um plano de ação, e para isso, é necessário responder as seguintes perguntas:

  • Onde?

  • Quando?

  • Como?

  • Por quem?

  • Por quê?

  • Quanto vai custar?

  • O que será feito?

Com tudo isso devidamente respondido, a companhia conseguirá traçar a estratégia, já que será possível visualizar com maior facilidade o passo a passo do plano de ação e os motivos que levam a empresa a colocá-lo em prática.

Acompanhe os resultados

Assim que a empresa desenvolveu o planejamento e colocou em prática, é hora monitorar ativamente se o que foi planejado está rendendo os resultados esperados. Esse é o momento de analisar todos os indicadores de performance do seu plano de ação.

Caso algo esteja fora do esperado, é necessário traçar novos planos e mudar a rota. Nem sempre tudo sai como previsto na teoria. O importante é planejar-se ao máximo para tentar prevenir a empresa de erros que podem ser facilmente previstos e evitados com estratégia.

Vale ressaltar que o planejamento estratégico pode e, até mesmo, deve ser realizado por empresas de todos os portes. Isso fará grande diferença no desenvolvimento e progresso de pequenos negócios, por exemplo. Lembre-se de adaptar as estratégias para melhor atender a sua marca e ser mais assertivo.

O que evitar na hora de realizar um planejamento estratégico?

Como mencionamos anteriormente, algumas coisas saem fora do que foi imaginado, ainda que haja muita dedicação ao planejamento. No entanto, vale a pena tentar prever erros que podem gerar problemas para a empresa e são facilmente previstos. A seguir, confira três deles:

  • Não dividir as tarefas: Independentemente do tamanho do seu negócio e quantidade de colaboradores, as tarefas devem ser divididas e delegadas para os responsáveis, a fim de organizar melhor.

  • Não colocar em ação: De nada adianta estipular um objetivo e não traçar formas de alcançá-lo. É preciso tirar os planos do papel para conseguir obter resultados e expandir a empresa.

  • Não acompanhar os resultados: É fundamental estar por dentro da resolução de cada detalhe do seu planejamento estratégico. Somente assim será possível identificar as falhas e acertos e, consequentemente, evoluir. Então, a equipe deve realizar reuniões periódicas e acompanhar de perto as ações feitas.

Com tudo isso em mente, será possível desenvolver um planejamento estratégico eficaz e assertivo para a sua companhia, ainda que ela seja de pequeno ou grande porte. O importante é estar sempre desenvolvendo formas de melhorar os resultados e expandir a empresa de maneira saudável.